Uma viagem para dentro de nós mesmos

Recente estudo publicado na revista Science, por pesquisadores da universidade de Harvard (EUA), aponta que em 46,9% do tempo não estamos prestando atenção no que fazemos, ou seja, não estamos 100% presentes, focados. Acredite, esse é um dos principais motivos de tantas angústias nos dias de hoje. A falta de atenção nos rouba importantes momentos de vida e nos torna incapazes de tomar decisões assertivas. Podemos concluir que somos mais felizes quando nossas ações estão alinhadas aos nossos pensamentos.

Certamente, você já passou por situações semelhantes a estas: diante de uma demanda importante de trabalho ou estudo, até mesmo nos momentos de lazer, interrompeu uma tarefa para dar aquela espiada nas redes sociais ou responder a uma mensagem no WhatsApp. Mesmo quando a distração não vem da internet, se perde em qualquer outro estímulo exterior. Tudo serve de motivo para se distrair do que é verdadeiramente importante e real. Acredite, o desvio da atenção, do foco, está entre os motivos que mais atrapalham nossas metas, o cumprimento de nossas tarefas e, consequentemente, na conquista dos nossos objetivos.

Vivemos constantemente divididos entre a obrigação e a distração, o real e o virtual. Soma-se a isso, o fato do nosso inconsciente ter uma certa predisposição para poupar energia o que nos induz, muitas vezes, a postergar tarefas que exigem esforço e concentração. As consequências dessa batalha estão no aumento de sentimentos negativos, como frustração por estar sempre empurrando tudo com a barriga, preocupação constante e perturbadora, ansiedade, além, claro, da famigerada culpa.

Como você pode notar, focar a atenção em uma tarefa passou a ser um desafio que está se tornando cada vez mais árduo e custoso. Vivemos a Era da Informação, que podemos chamar também de Era do Acesso ou Era da Conexão. Estamos cada dia mais conectados virtualmente e menos conectados com as nossas prioridades concretas, com as experiências reais, com as demandas da vida, com as pessoas de carne osso e com a nossa própria essência. Esquecemos de estar aqui e agora, e essa falta de estado de presença tem afetado muito a nossa produtividade, nosso autocontrole e felicidade. Viver bem é essencial!

Sair desse ciclo vicioso e automático é uma das propostas de uma prática que tem ganhado cada vez mais adeptos. Conhecido como Mindfulness, o método de meditação propõe a retomada da consciência, da atenção plena. Com alguns minutos de treino, a técnica acalma a mente, alivia o estresse e a ansiedade, desenvolve a Inteligência Emocional e devolve a capacidade de concentração e foco.

Nesses dias em que os estímulos externos nos tiram a paz, vale a pena investir na viagem contrária, para dentro de nós, e, por meio do autoconhecimento, descobrir e desenvolver nossas habilidades e potencialidades..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *